• bootstrap carousel
1 2

 

- HOME -COLABORADORESHISTÓRIA DE IPERÓPERFIL DA CIDADEADMINISTRAÇÕESSÍMBOLOS MUNICIPAISASPECTO URBANOFAMÍLIAS IPEROENSES

BANDA SANTA CECÍLIAO JORNAL DE IPERÓEDUCAÇÃO EM IPERÓFUTEBOL EM IPERÓTEMPLOS RELIGIOSOSSANTO ANTONIOPADRE CALIXTOPERSONAGENS DE IPERÓFRAGMENTOSESTAÇÃO FERROVIÁRIAESTAÇÃO EM 1938ESTAÇÃO SAUDADEESTAÇÕES EM IPERÓRETIRADA DOS VAGÕESDEPÓSITO - OFICINARECUPERAÇÃO - DEPÓSITOO MORRO E A REGIÃOFLONA DE IPANEMAEXPEDIÇÕESBLOG - IPANEMAIPERÓ É O TEMARECUPERAÇÕESASSINE O LIVROLEIA O LIVRO

 

Praça Padre Calixto após a reforma - painel lateral retrata a antiga matriz

(José Roberto Moraga Ramos)

 

219 anos de devoção a Santo Antonio

"Santo Antonio velho" (1798) / "Santo Antonio novo" (1928)

Paróquia Santo Antonio - 50 anos (1967 - 2017)

 

Três igrejas se fizeram presentes desde o início da história de Iperó: a igreja Católica (que ainda concentra a maior parte da população), a igreja Congregação Cristã no Brasil (conduzida pela família de Antonio Salmasi) e a igreja Presbiteriana (conduzida pela família de Vital da Silva Rosa). Do material existente em nosso arquivo, a totalidade se refere à devoção a Santo Antonio / Santa Rita de Cássia e às atividades católicas. Mas o objetivo é também resgatar a história das outras religiões.

 

A devoção a Santa Rita de Cássia vem desde o surgimento de "Santo Antonio novo", atual perímetro urbano de Iperó. Conduzida na época pela família de Rita Maria Motta de Almeida, a devoção à santa permanece até hoje, representando mais de 85 anos de história. Alguns, inclusive, defendem a ideia de que a cidade possui dois padroeiros: Santo Antonio e Santa Rita de Cássia.

 

Já a devoção a Santo Antonio é ainda mais antiga. Antonio Ribeiro Garcia fundou a igreja de Santo Antonio, em Sorocaba, por volta de 1690. Mais de cem anos se passaram, até que em 1798, pouco antes de morrer, o coronel Paulino Aires de Aguirre “deixou em testamento à capela uma sesmaria de uma légua em quadra em Bacaetava. No tempo de Dom Lúcio Antunes de Sousa, Bispo de Botucatu, o sítio foi vendido.” (ALMEIDA, 2002).

 

Dentro da imensa área dessa sesmaria, a margem esquerda do rio Sorocaba continuou sendo conhecida por Bacaetava. A margem direita passou a ser conhecida por Santo Antonio, em homenagem ao padroeiro da igreja à qual pertencia. O “bairro de Santo Antonio” (“Santo Antonio velho”, como é conhecido atualmente) aparece pela primeira vez durante o recenseamento realizado em Porto Feliz realizado em 1815. Quando construiu o leito ferroviário original, a Estrada de Ferro Sorocabana atravessou grande parte dessa sesmaria deixada por Paulino Aires de Aguirre à capela. Os trilhos chegavam até Bacaetava (estação inaugurada em 1880), atravessavam o rio Sorocaba e se dirigiam a Boituva (estação inaugurada em 1882) passando pelo “bairro de Santo Antonio”. O lugarejo chegou a ter uma pequena estação com o mesmo nome.

 

Com a retificação do traçado da ferrovia e a transferência da estação para a margem esquerda do rio Sorocaba, a devoção cresceu junto com o desenvolvimento da nova vila - depois distrito - também chamada de Santo Antonio. Durante muitos anos, nas procissões de Santo Antonio, os trens paravam enquanto os devotos atravessavam a estação e o pátio de manobras levando os andores. Consta que inclusive o padre redentorista Vítor Coelho esteve no povoado em 1934. Segundo “O Jornal de Iperó”, o padre celebrou diversas missas e conduziu o cruzeiro que ainda existe [1958] no cemitério local. Encerrando a sua entrevista, o Padre Vítor, abençoando a todos, pediu que o sr. José Soares Olímpio fosse o portador de lembranças ao povo de Iperó, para ele: Santo Antonio antigo.”

 

O povoado cresceu bastante durante a década de 1930 e foi preciso construir uma capela onde pudessem realizar as atividades da igreja e acolher mais pessoas. Isso foi feito no início da década de 1940. A capela foi construída num terreno doado por Belarmina Maria Prestes (viúva de Samuel Domingues), Paulo Antunes Moreira e Adolphina Maria Ramos, cuja escritura pública de doação foi oficializada em 4 de dezembro de 1950. Na escritura consta que “esta doação foi feita verbalmente em mil novecentos e quarenta.” Consta também que “tanto o terreno doado por Paulo Antunes Moreira e sua mulher, e o terreno doado por Belarmina Maria Prestes, são ligados formando uma só propriedade quadrada com a área de mil oitocentos e cinco metros quadrados e quarenta e quatro centímetros quadrados.”

 

Joaquim Pedroso Ramos, na primeira edição do “O Jornal de Iperó” (1958), escreveu: “Lembro-me da satisfação na elevação a distrito de paz e do aborrecimento na mesma época da mudança de vosso nome, que o Serviço Geográfico do Estado assim o quis, substituindo por Iperó. Revigorado na fé de vossos filhos e em nosso padroeiro, calastes e aceitastes a mudança e como revide foi construída a igreja matriz em pleno planalto do distrito e o nosso padroeiro, o glorioso Santo Antonio, em seu pedestal triunfante, foi erguido e por todo o recanto de nossa vila ouviu-se o badalar de vossos sinos de fé ao vosso nome e à vossa santidade.”

 

Grandiosas festas, leilões, quermesses e procissões. Uma história que se repete desde 1943, quando foi realizada a primeira 'Festa de Santo Antonio'. Em 23 de Junho 1967, pouco mais de dois anos após Iperó se tornar município, a capela de Santo Antonio foi elevada à categoria de matriz e sede de paróquia, tendo como primeiro pároco o padre Antonio “Calixto” Martins. Em 1999, a antiga igreja foi desmanchada para a conclusão das obras da nova matriz, que foi inaugurada em janeiro de 2000. O atual pároco é o padre Isac Isaías Valle.

 

A seguir, um pouco da história religiosa através dos eventos realizados pela comunidade católica desde os anos 1940.

 

     

Antiga igreja matriz ainda em construção - início da década de 1940

Ao lado o padre Vitor Coelho, que celebrou missas em Iperó em 1934

(Arquivo Izildinha Domingues dos Santos / Santuário Nacional de Aparecida)

 

Antiga igreja matriz ainda em construção - Paulo Vieira, Gélson Politani e Francisco Politani (década de 1940)

(Arquivo Elizeu Eid e Rosana de Campos Eid)

 

"Apostolado da Oração" e os padres que vinham para Iperó - década de 1940

(Arquivo Tanaka)

 

Visita de Dom Aguirre à igreja em construção - década de 1940

(Dinho Vianna - Arquivo Wilson Alves)

 

Dom Aguirre é recebido pela população local - década de 1940

(Dinho Vianna - Arquivo Wilson Alves)

 

Henory de Campos Góes e os padres que vinham para Iperó - 1948

(Arquivo Elizeu Eid e Rosana de Campos Eid)

 

Irmandades reunidas ao lado da antiga matriz

(Arquivo Tanaka)

 

Congregados Marianos - década de 1960

 

Time de futebol da Congregação Mariana - década de 1960

(Arquivo Beth Eid)

 

Antiga igreja matriz e o coreto - 1957

(Dinho Vianna - Arquivo Wilson Alves)

 

Antiga igreja matriz - 1957

(Dinho Vianna - Arquivo Wilson Alves)

 

Interior da antiga igreja matriz - 1957

(Dinho Vianna - Arquivo Wilson Alves)

 

Antiga igreja matriz e coreto - 1958

(Dinho Vianna - Arquivo Wilson Alves)

 

Antiga igreja matriz - fim da década de 1950

(Arquivo Neli Politani)

 

Antiga igreja matriz - décadas de 1950/1960

(Arquivo Luís Gustavo Lopes)

 

         

Esquerda: notícia sobre a criação da Paróquia de Santo Antonio ("O Estado de S. Paulo" - 7 de julho de 1967)

Direita: posse do padre Calixto, que na imagem está acompanhado por Dom José Melhado Campos e padre Contini - 23 de junho de 1967

(Arquivo "O Estado de S. Paulo" / Arquivo Padre Calixto)

 

Antiga igreja matriz - década de 1960/1970

(Arquivo Cima Rodrigues de Almeida)

 

Antiga igreja matriz - 1982

(Arquivo Hugo Augusto Rodrigues)

 

Antiga igreja matriz e praça - década de 1990

(Arquivo José Roberto Moraga Ramos)

 

Antiga igreja matriz - fim da década de 1990

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Antiga igreja matriz - fim da década de 1990

(Arquivo Hugo Augusto Rodrigues)

 

Antiga igreja matriz - fim da década de 1990

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Antiga igreja matriz - relógio ficou parado às 6h40 durante anos

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Antiga igreja matriz - vista a partir do interior da torre do sino

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Antiga igreja matriz - visão do altar

(José Roberto Moraga Ramos)

 

  

Piso da antiga igreja matriz. Ao lado os detalhes do desenho no piso

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Antímeo Martins (irmão do padre Calixto) tocando durante celebração de missa na antiga matriz

(Arquivo Beth Eid)

 

Antiga igreja matriz lotada durante a celebração da missa

(Arquivo Beth Eid)

 

Leilão de gado e lenha realizado durante as Festas de Santo Antonio - 1962

Em primeiro plano, "Cride Vitorino"; ao fundo, sobre um carro-de-boi, Calil Eid (leiloeiro oficial)

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Leilão de gado e lenha realizado durante as Festas de Santo Antonio - 1962

A rua Porfírio de Almeida ficava cheia de carros-de-boi nas proximidades do armazém do sr. Calil Eid, onde se realizavam os leilões

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Leilão de gado e lenha realizado durante as Festas de Santo Antonio - 1962

Frases como “Senhores, viva Santo Antonho” e “A banda come” eram marca registrada do leiloeiro Calil Eid

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Primeira comunhão - 1959

(Arquivo Eulina Bertolli)

 

Café da manhã após a celebração de primeira comunhão - 1959

(Arquivo Eulina Bertolli)

 

Primeira comunhão - início da década de 1960

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Primeira comunhão - 1963

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Primeira comunhão - 1963

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Primeira comunhão - 1963

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Primeira comunhão - 1963

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Primeira comunhão - 1963

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Primeira comunhão - década de 1980

(Arquivo Luciani Martins)

 

Padres missionários visitando Iperó - 1959

(Arquivo Tanaka)

 

Missa campal celebrada na praça durante as missões em Iperó - 1959

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Coroação de Nossa Senhora

(Arquivo Eliana Gasparini Del Vigna)

 

Coroação de Nossa Senhora

(Arquivo Tanaka)

 

Procissão de Santo Antonio - década de 1950

Importante destacar a grande quantidade de pessoas

(Arquivo Wilson Alves)

 

Procissão de Santo Antonio - década de 1950

Importante destacar a grande quantidade de pessoas

(Arquivo Luís Gustavo Lopes)

 

Procissão com andor do Sagrado Coração de Jesus - 1950

(Arquivo Tanaka)

 

Andor de Santo Antonio pronto para a procissão

(Arquivo Eliana Gasparini Del Vigna)

 

Andores enfeitados para a procissão

(Arquivo José Roberto Moraga Ramos)

 

Procissão de Santo Antonio  - década de 1950

(Arquivo Eulina Bertolli)

 

Procissão de Santo Antonio - década de 1950

(Arquivo Chislaine de Campos)

 

Procissão de Santo Antonio - 1958

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Procissão de Santo Antonio - 1958

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Procissão de Santo Antonio - 1962

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Procissão de Santo Antonio - 1962

A Banda Santa Cecília acompanhava todo o percurso

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Procissão de Santo Antonio, na esquina das ruas Santo Antonio e Porfírio de Almeida - década de 1960

(Arquivo Eliana Gasparini Del Vigna)

 

Procissão de Santo Antonio, na esquina das ruas Santo Antonio e Porfírio de Almeida - década de 1960

(Arquivo Eliana Gasparini Del Vigna)

 

Procissão de Santo Antonio, na esquina das ruas Santo Antonio e Porfírio de Almeida - década de 1960

(Arquivo Eliana Gasparini Del Vigna)

 

Procissão de Santo Antonio - década de 1960

(Arquivo Júnior Penteado)

 

Procissão de Santo Antonio descendo a rua Santo Antonio - 1964

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Procissão de Santo Antonio em direção à estação e Vila do Depósito

(Arquivo Elizeu Eid e Rosana de Campos Eid)

 

Procissão de Santo Antonio em direção à estação e Vila do Depósito

(Arquivo Elizeu Eid e Rosana de Campos Eid)

 

Escolha da rainha e princesas da Festa de Santo Antonio - 1963

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Escolha da rainha e princesas da Festa de Santo Antonio - 1963

(Arquivo Cacilda Benedita Ferreira Gomes)

 

Dom José Melhado Campos visitando Iperó - 1968

 

Dom José Melhado Campos visitando Iperó - 1968

(Arquivo Genésio Paula Leite)

 

Dom José Melhado Campos visitando Iperó - 1968

(Cópia - Arquivo Hugo Augusto Rodrigues)

 

Padre Calixto e os festeiros de Santa Rita - década de 1970

(Arquivo Carlos Alberto Domingues Branco)

 

Início da construção da nova matriz - 1996

(Anselmo Del Vigna)

 

Nova matriz em construção. Na foto, Olavo Guazzelli e padre Inácio Kriguer

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Nova matriz em construção - 1999

(Anselmo Del Vigna)

 

Parte da equipe que trabalhou na construção da nova igreja

(Arquivo Beth Eid)

 

 

Instalação da iluminação na cruz da nova torre da igreja - 1999

No detalhe: a cruz iluminada podia até ser vista da estrada Iperó-Boituva à noite

(Anselmo Del Vigna)

 

Início da demolição do coreto para finalizar as obras da nova igreja e praça - 1999

(Anselmo Del Vigna)

 

Demolição do coreto para finalizar as obras da nova igreja e praça - 1999

(Anselmo Del Vigna)

 

Demolição do coreto para finalizar as obras da nova igreja e praça - 1999

(Anselmo Del Vigna)

 

Fachada original da igreja matriz nova - 2000

(José Roberto Moraga Ramos)

 

 

Fachada original da igreja matriz nova - 2000

No detalhe, imagem de Santo Antonio colocada originalmente na fachada da igreja

Posteriormente houve a substituição dessa imagem

(Anselmo Del Vigna)

 

Início do processo de restauração da imagem de Santo Antonio colocada na fachada da igreja

Trabalhos realizados por Sérgio Moreira e Stevens Moreira

(Stevens Moreira)

 

Restauração da imagem de Santo Antonio colocada na fachada da igreja

(Stevens Moreira)

 

Restauração da imagem de Santo Antonio colocada na fachada da igreja

(Stevens Moreira)

 

Imagem de Santo Antonio após a conclusão dos trabalhos de restauração

(Stevens Moreira)

 

Aspecto atual da igreja matriz nova

(José Roberto Moraga Ramos)

 

  

Igreja matriz nova. No detalhe: imagem de Santo Antonio exposta na fachada

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Procissão de Santo Antonio - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Procissão de Santo Antonio - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Procissão de Santo Antonio - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Banda Marcial de Iperó tocando e acompanhando a procissão de Santo Antonio - junho/2011

(Daniela Penteado)

 

Banda Marcial de Iperó tocando e acompanhando a procissão de Santo Antonio - junho/2011

(Daniela Penteado)

 

Banda Marcial de Iperó tocando no interior da matriz - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Confecção dos tapetes para a procissão de Corpus Christi - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Confecção dos tapetes para a procissão de Corpus Christi - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Confecção dos tapetes para a procissão de Corpus Christi - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Confecção dos tapetes para a procissão de Corpus Christi - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Confecção dos tapetes para a procissão de Corpus Christi - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Procissão de Corpus Christi - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Procissão de Corpus Christi - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Procissão de Corpus Christi - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Procissão de Corpus Christi - junho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Imagem peregrina de Nossa Senhora da Ponte

Passagem pelas cidades da região em comemoração aos 87 anos da Arquidiocese de Sorocaba - julho/2011

(Daniela Penteado)

 

Chegada da imagem peregrina de Nossa Senhora da Ponte em Iperó - julho/2011

(Henderson Barbosa)

 

Chegada da imagem peregrina de Nossa Senhora da Ponte em Iperó - julho/2011

(Henderson Barbosa)

 

Chegada da imagem peregrina de Nossa Senhora da Ponte em Iperó - julho/2011

(Henderson Barbosa)

 

Chegada da imagem peregrina de Nossa Senhora da Ponte na matriz - julho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Chegada da imagem peregrina de Nossa Senhora da Ponte na matriz - julho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Banda Marcial de Iperó tocando durante a chegada da imagem na matriz - julho/2011

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Imagem exposta na igreja - julho/2011

(Daniela Penteado)

 

Tradicional procissão de São Cristóvão - início da década de 1990

 

Tradicional procissão de São Cristóvão - 2012

(José Roberto Moraga Ramos)

 

Selo lançado pela Prefeitura de Iperó relembra a antiga matriz - 2013

(Prefeitura Municipal de Iperó)

 

      

Imagem de Santo Antonio doada por Orlando Sartorelli e Luiza Quevedo Sartorelli

"Folha da Manhã" noticia a bênção da imagem - 21 de julho de 1946

 

Exposição marca os 50 anos de Iperó e os 48 anos da Paróquia Santo Antonio - junho de 2015

(Hugo Augusto Rodrigues)

 

Logotipo para a comemoração dos 50 anos de criação da Paróquia Santo Antonio.

Festividades acontecem em junho de 2017

(Hugo Augusto Rodrigues)

 

Padres, bispos e diácono

 

Antonio Martins (“Calixto”)

Pároco de 1967 a 1995 e vigário entre 1995 e 2015

 

Inácio Kriguer

Pároco de 1995 a 2000 - Pároco em 2002

 

Santo Cândido

Paróco em 2001

 

José Luiz de Moraes (“Giba”)

Vigário em 2002

 

Edivaldo Martins Machado

Pároco de 2003 a 2007

 

Carlos Eduardo de Moraes (“Carlão”)

Pároco de 2008 a 2009

 

Aparecido Carlos dos Passos (“Carlinhos”)

Pároco de 2009 a 2014)

 

Isac Isaías Valle

Pároco desde 2014

 

João Batista Ferreira

Diácono desde 2007

 

 

Dom José Carlos de Aguirre - Bispo de Sorocaba

Visitou Iperó entre as décadas de 1940 e 1950

 

Dom José Melhado Campos - Bispo de Sorocaba

Visitou Iperó entre as décadas de 1960 e 1970

 

Dom José Lambert - Arcebispo de Sorocaba

Visitou Iperó entre 1981 e 2005

 

Dom Eduardo Benes - Arcebispo de Sorocaba

Visita Iperó entre 2005 e 2017

 

Dom Júlio Endi Akamine - Arcebispo de Sorocaba

Visita Iperó a partir de 2017

 

Dom Amaury Castanho - Bispo de Jundiaí

Visitou Iperó em 2000 por ocasião da dedicação da nova matriz

 

Dom Gorgônio Alves da Encarnação - Bispo de Itapetininga

Visitou Iperó em 2000 por ocasião da dedicação da nova matriz

 

 

Os dados disponíveis no site podem ser utilizados, desde que não sejam omitidos os créditos das imagens e dos textos.

- DESENVOLVIDO POR HUGO AUGUSTO RODRIGUES -

 

FALE CONOSCO