• bootstrap carousel
1 2

                                                         

Página  3  de  22  

Cidade de Iperó - resgate e preservação da história do município

Nome:

Elisabeth Rodrigues

E-mail:

...

Mensagem:

Deus criou o homem e colocou em suas mãos o dom da arte. Todos podemos ser artistas em alguma coisa. Para isso é preciso o experimentar. Na escola temos as nossas oportunidades meio que acanhadas, mas com o tempo elas vão ficando meio de escanteio. Não nos damos oportunidades e nossa educação se esquece dos sons, das formas ,do despertar para a poesia e do olhar poético em tudo que nos cerca. Aqui onde moro conheço um artista entre tantos. Descobriu-se um artista depois de homem maduro e esculpe santos maravilhosos em madeira. O São Francisco de Assis é encantador. Você já saiu da sua rotina de TRABALHADOR e deu-se ao luxo de mexer com argila, giz, lápis de cor, jornal, carvão, criar com sucata, fazer um vaso de planta ou mexer com o mundo das lãs e linhas? Nossa cidade também tem seus artistas. Uma delas era a dona Carmosina, que tinha mãos abençoadas para o crochê e fazia peças dificílimas. Que DEUS a receba e que ela possa estar amparada e em paz.

 

Nome:

JR. Moraga

E-mail:

...

Mensagem:

Meus amigos, faleceu ontem (10/8) dona Carmosina Assumpção Mioni, mãe dos nossos irmãos Silvano, Cica, Célia e Helena. Grande perda para a nossa cidade. Que Deus, em sua infinita misericórdia, acolha-a.
O sepultamento será hoje (11/8) às 16h.

 

Nome:

Ângelo Lourenço Filho

E-mail:

...

Mensagem:

É ... mais um da família iperoense que o vento levou para o céu junto dos que também já partiram.
Meus pêsames à família Peres.

 

Nome:

Tanaka

E-mail:

...

Mensagem:

À família enlutada o nosso pêsame.

 

Nome:

Hugo Augusto

E-mail:

...

Mensagem:

Meus sentimentos à família Peres.
Que Deus os conforte e possa receber o nosso amigo de braços abertos.
Grande abraço a todos!!!

 

Nome:

Tabajara Garcia Moraes

E-mail:

...

Mensagem:

Iperoenses, triste notícia.
Hoje, 18/06/12, às 19h30, faleceu vitimado por um infarto, Zezebel Peres. Filho de Floriza Maluf e Vicente Peres Real, residia em Alphaville. Ele aparece na foto da família Peres, neste site. É o primeiro à esquerda, em pé. Vai-se mais um iperoense da velha guarda. Saudades.

 

Nome:

Augusto Daniel

E-mail:

...

Mensagem:

Como já escrevi, infelizmente essa questão é política e não médica, pois se o fosse, um exame (DNA) resolveria a questão. A solução é definir "paternidade". Quem é o pai da criança? Se não conseguimos achá-lo, talvez devamos adotá-la (município) ou vamos ficar "chovendo no molhado". Problema tão sério quanto a legalização da posse das casas e então elas como as demais (os impostos não são baratos!!!) teriam seus "bônus" e seus "ônus".
Eu penso da seguinte maneira: "há duas Iperós; aquela que teimo em mostrar, a minha "shangri-lá", eterna. Há, porém, a de agora. Não é bela, mas é ela, com a minha história e o meu umbigo. Não posso e não devo abandoná-la. Temos que distingui-las. Uma não volta e a outra segue seu rumo. Podemos perfeitamente viver as duas. Por felicidade temos as duas. Os mais novos só tem a atual, mas contaremos a eles a "outra". Então, na de agora, na real, temos de enxergar o que pode e o que não pode. Não devemos insistir numa coisa que não volta. O índio não pode viver como uma criatura que não mais existe e não mais voltará. Tem que virar gente, estudar, usar roupa normal, votar, ter direito a moradia, carteira assinada, pagar impostos e, comemorar ele o dia do índio. A ferrovia, a nossa, só existe na Iperó dos nossos sonhos. Outra virá, mas nunca a nossa. Pode ser até melhor. Iperó deve seguir seu fado e há de ser bom. Sejamos saudosistas e muito, muito, muito, nos nossos relatos, nos nossos encontros, passando a nossa história. Na real, ou as coisas melhoram, ou tombadas e aproveitadas como atividades de diversão, cultural, ou desocupam a moita. Não dá pra conviver com o corpo sem vida, sem enterrá-lo. Iperó segue seu rumo e eu sigo com ela, mas de olho no passado dela que é o meu, o melhor de todos, vou contando, falando e pedindo que outros falem sobre os seus, o que não é facil, porque na hora de digitar, parece que o teclado queima...
Que vivam as duas Iperós! Mais uma vez: "eu era feliz e sabia." Amém.

 

Nome:

Hugo Augusto

E-mail:

...

Site:

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,cemiterios-de-trens-sao-o-pesadelo-de-muitas-cidades,884334,0.htm

Mensagem:

É uma pena isso. É o retrato do abandono da ferrovia.
O link para a reportagem citada pelo Tanaka está aí em cima.
Grande abraço a todos!!!

 

Nome:

Tanaka

E-mail:

...

Mensagem:

Alô amigos/as e companheiros/as,
Matéria publicada hoje (10-06-12) no "Estadão": CEMITÉRIOS DE TRENS SÃO O PESADELO DE MUITAS CIDADES.
Caderno Metrópole.
...
Em Iperó, a 121 quilômetros da capital, o prédio da antiga estação ferroviária foi recuperado por alunos de um curso de restauração do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), mas o entorno continua como há 15 anos. Mais de 250 vagões apodrecem no pátio que já foi um importante entroncamento ferroviário. A linha divide a cidade em duas partes e os moradores têm de passar entre vagões, enfrentando o risco de acidentes e assaltos. A sucata coberta pelo mato acumula água da chuva e cria o mosquito dengue.
...
Abraços.

 

Nome:

Martha M. Souza Canido

E-mail:

...

Mensagem:

Parabéns, Hugo!
Sem dúvida um site que agrega bastante valor ao relacionamento entre as pessoas, valorizando a cultura e o desenvolvimento da cidade. Acredito que quando estamos possuídos por uma inabalável determinação, tudo superamos. Quem não resgata sua história, quem não estima a vida... simplesmente não a merece!
O tempo muda, mas a HISTÓRIA PERMANECE!

 

Nome:

Otali Leonel Ribeiro

E-mail:

...

Mensagem:

Passou um filme quando vi estas fotos.
Que saudade da minha infância.
Estudei no Grupo Escolar Dr. Gaspar Ricardo Jr.

 

Nome:

João Carlos Bueno

E-mail:

...

Mensagem:

Muito bom o registro das memórias da cidade de Iperó/SP.

 

Nome:

Elder Carlos de Carvalho

E-mail:

...

Mensagem:

Linda, linda, linda!

 

Nome:

Valdo Manoel Gomes

E-mail:

...

Mensagem:

Parabéns pelo excelente registro histórico. É fundamental o progresso de uma cidade, mas é preciso zelar e cultuar as raízes que geraram o nosso desenvolvimento.

 

Nome:

Hugo Augusto

E-mail:

...

Mensagem:

Tia Ila, quem está coordenando o Centro de Memória de Ipanema é o biólogo LUCIANO REGALADO, funcionário que trabalha junto à direção da Flona de Ipanema já há alguns anos.

 

Nome:

Elisabeth Rodrigues

E-mail:

...

Mensagem:

Bom dia, pessoal. Assisti a uma reportagem muito interessante no SPTV-Globo. A reportagem, muito bem feita, mostrava paisagens da Fazenda Ipanema, enquanto narrava aspectos de sua história. Fiquei sabendo que D. Pedro II visitou a fazenda por quatro vezes e outras coisas muito interessantes.
Mas a boa notícia foi dada durante a reportagem, onde foi comentado que foi criado na Fazenda Ipanema um Centro Histórico. Há um acervo muito grande que foi localizado em garimpos, livros antiquíssimos que vão ser recuperados e depois digitalizados. Adorei o acervo de fotos, que com o tempo poderão ser vistas, depois de recuperadas e digitalizadas. Se não me engano são mais de trinta mil fotos que foram conseguidas também com famílias de antigos funcionários da Fazenda Ipanema. A reportagem na apresentação de Renata Golombieski esteve primorosa, bom conteúdo, ótima fotografia, muita simpatia e tudo o mais. Fico devendo o nome do pesquisador que está fazendo esse relevante trabalho para todos nós iperoenses e brasileiros. Por gentileza, quem tiver o nome dele, favor postar para que todos o conheçamos.

 

Nome:

Juliana Antunes Poli Simon

E-mail:

...

Mensagem:

Gostaria de parabenizar a pessoa ou as pessoas e colaboradores que fizeram esse site. Ficou linda a nossa história.
Quanta emoção e quanta saudade revendo as fotos de pessoas tão queridas que fizeram parte da historia de Iperó e que já não estão mais entre nós.

 

Nome:

Elisabeth Rodrigues

E-mail:

...

Mensagem:

Aqui em Votorantim, que tem também como meta cultural resgatar a música caipira e sobretudo a viola caipira, foi criada a VIOLEIRA. Nessa semana da VIOLEIRA se apresentam grupos de violeiros de várias procedências, inclusive das Minas Gerais, grupos de catira, fandango e outras coisas muito interessantes que fazem parte de nossas raízes. Ao final é servido delicioso churrasco de chão, arroz, etc, tudo de graça para o povo. Essa semana já está se tornando tradição do mês de agosto e como sou caipira assumida, pelo menos na sexta ou sábado lá estou. Como foi citado pelo Liráucio a dança catira, será que na cidade não tem ninguém que sabe a dança? Daqui e dali estão resgatando as cantorias do DIVINO, o cateretê, catira, fandango, danças das fitas. Seria interessante, no mês de agosto, as escolas trabalharem esses temas e por que não culminar com um espetáculo de danças? No velho Sorocabana já não havia espetáculo de fim de ano que era a maior curtição? E os artistas eram os próprios alunos que se saiam muito bem, diga-se de passagem...

 

Nome:

NEUSA DAS GRAÇAS RODRIGUES

E-mail:

...

Mensagem:

NASCI NA FAZENDA IPANEMA E ESTUDEI NO GRUPO ESCOLAR RURAL "ADOLFO DE VARNHAGEN" DE 64 A 68. MEUS PAIS FORAM TRANSFERIDOS PARA OUTRO LOCAL (FAZENDA DO ESTADO ATALIBA LEONEL).
TENHO MUITA SAUDADE DESSE POVO QUERIDO. HOJE MORO EM PIRAJU-SP

 

Nome:

Paulo Ribeiro

E-mail:

...

Mensagem:

Passei por lá quando fui visitar minha família em Sorocaba.
O interessante é que até então não sabia da existência da Fazenda Ipanema e tampouco da história que fui saber através do exposto no local e agora através do site.

 

Nome:

Ângelo Lourenço Filho

E-mail:

...

Mensagem:

Olá, meus irmãos.
Obrigado a todos que me mandaram uma mensagem pelo site. Foram tantos que, nossa, como isso ajuda um coração partido! Elisabeth, Tabajara, Augusto, Tanaka, Iraci, Hugo, e por favor se eu deixei de mencionar outros, que me perdoem. Também quero agradecer a presença do meu irmão Zé Tiguera (José Roberto Moraga), da Rosa Guazelli (Deus, quantos anos sem a gente se ver?) e mais um monte de pessoas entre parentes e antigos amigos que foram se despedir da dona Terezinha.
Ela que passou a vida sorrindo independente das amarguras, dificuldades e injustiças, faleceu tal qual um bebê quando está sonhando com os anjinhos. Nenhuma expressão de dor ou sofrimento no seu rosto no momento da passagem. Eu vou anexar uma mensagem que ela deixou no mesmo dia do seu falecimento. Ela escreveu a mensagem para as pessoas da família e dos seus irmãos adotados na cidade de Iperó. Assim que eu escanear a mensagem vou colocar no site. Obrigado e um beijo a todos vocês.

 

Nome:

Elisabeth Rodrigues

E-mail:

...

Mensagem:

Hoje estive em Iperó e a cidade estava mais triste com certeza. Era mais uma ausência de uma pessoa muito querida na cidade. E assim vamos indo. Entre lágrimas e sorrisos vamos trilhando essa estrada. E quando nos falta alguém tão preciosa, como uma mãe, é triste o caminhar. Mas acreditamos numa eternidade, num amor infinito. E este, Gilo e todos os irmãos, ainda vai estar presente mesmo nesta sofrida ausência. Acredite que ali do outro lado tem alguém ainda amorosa, cuidadosa ao lado de um mentor maior que também a estará fortalecendo nessa inevitável travessia.
É preciso seguir pedindo sempre luzes para quem se foi e para quem aqui permanece.
Abraço forte e estejam todos com DEUS.

 

Nome:

Hugo Augusto

E-mail:

...

Mensagem:

Puxa, Gilo... não sabia sobre o falecimento da sua mãe.
Quantas e quantas vezes a encontrei na igreja, antes ou depois da missa. Trocávamos algumas palavras.
Ela sempre sorridente. Gente do bem. Muito querida por todos!
Que Deus a receba de braços abertos e possa dar todo o conforto a você e à sua família!
Fique com Deus, meu amigo!!!

 

Nome:

Tanaka

E-mail:

...

Mensagem:

Gilo, neste momento que tomo conhecimento do infortúnio acontecimento e da irreparável perda para você, comungo da sua tristeza e da sua dor. A você e a toda a família, o meu pesar.

 

Nome:

Tabajara Garcia Moraes

E-mail:

...

Mensagem:

Gilo, meu preclaro amigo,
É difícil aceitar que essa mãe que sempre o guiou, trabalho iniciado bem antes da caminhada na estrada poeirenta de Araçoiabinha, não poderá mais guiá-lo com seus conselhos sempre acertados. Ela enfrentou muitos desafios para fazer de você "um homem" honrado. Sofreu resignada para dar-lhe o que havia de melhor (e até o que ela não tinha). Lembra-se dos preparativos para sua formatura em Boituva? Quanta carência e quanto carinho! Mas você correspondeu à altura e, com certeza, ela partiu realizada e com a sensação de "missão cumprida". Lembre-se: "A morte não é um fim, mas o começo de uma vida sem a pessoa que perdemos". E nós, iperoenses espalhados por outras plagas, nos irmanamos, compartilhando com você esse momento de dor e de pesar. Receba nosso fraternal abraço.

 

Nome:

Augusto Daniel

E-mail:

...

Mensagem:

Gilo, meu amigo, tudo que tentarmos dizer, digitar, estará muito aquém da sua dor. Mas, de qualquer modo, todos já sentimos a "nossa" dor e podemos entender como você se sente (mais ou menos como se alguém tivesse puxado o tapete em baixo de nossos pés e não houvesse chão). É a sensação de um vazio extremamente doloroso.
Chorar, chorar e chorar. Dar tempo ao tempo, não para esquecer, mas para que a dor seja amenizada. Quando chegar nessa fase, e chegará, você descobrirá que a pessoa está mais viva do que nunca. Um abraço.

 

Nome:

Iraci

E-mail:

...

Mensagem:

Gilo,
A vida é assim: rica e ao mesmo deserta!
Ela nos separa daqueles a quem mais amamos, mas nada irá apagar os momentos alegres e tristes vividos juntos, que como uma marca indelével, permanecerão para sempre em nossos corações.
Neste momento me lembro do que você escreveu, aqui neste site, sobre o dia em que ela e você, ainda menino, andaram de Araçoiabinha até George Oétterer, para ir de trem até Iperó a fim de preparar a mudança da família.
Você e ela caminhando e cantando, com a esperança de uma vida melhor, fazendo o coração transbordar de alegria.
A você e a toda a família meus sentimentos de profundo pesar e rogando a Jesus que, em sua Infinita misericórdia, ilumine a passagem da dona Terezinha.
Fique com Deus!

 

Nome:

Ângelo Lourenço Filho

E-mail:

...

Mensagem:

Prezados amigos,
Apesar do meu estado emocional estar debilitado (e também conhecedor de que o site não é casa de recados), quero comunicar que hoje, DIA INTERNACIONAL DA MULHER, faleceu uma das últimas mulheres que viveu e amou nossa terra desde o primeiro dia em que ela desceu na estação, subiu o escadão e assumiu um amor incondicional sobre Iperó. Como outros personagens históricos, ela também escolheu a passagem num dia especial.
A respeito da Terezinha Lourenço irei escrever a posteriori, uma "VERDADEIRA HISTÓRIA DE AMOR".
Beijo a todos da minha querida Iperó.

 

Nome:

Larissa

E-mail:

...

Mensagem:

Gostei do site.

 

Nome:

Rodolpho Silva de Oliveira

E-mail:

...

Mensagem:

Região muito legal. Fui com minha turma de história fazer um estudo do meio, adorei a biodiversidade da região e pretendo acampar aí com o meu grupo escoteiro. Recomendo o lugar!!!

 

Páginas do Livro
 1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22