• bootstrap carousel
1 2

                                                           

Página  16  de  22  

Cidade de Iperó - resgate e preservação da história do município

Nome:

Rubens Rodrigues

E-mail:

...

Mensagem:

Parabens pela matéria.
Relembrei tempos ótimos em Iperó.

 

Nome:

Marco Andrini

E-mail:

...

Mensagem:

Vivi por 15 anos nesta maravilhosa cidade. Saudades que marcam época felicidade de um tempo que jamais voltará. Preservem tudo o que restou, pois uma história jamais deve ser esquecida. Parabéns pelo que já há. Abraço.

 

Nome:

Ivete Fernanda

E-mail:

...

Mensagem:

Hugão....
Tô chateada hein....
Cadê minha foto no albúm de amigos???
Rsrs…
Bjo
Sdds

 

Nome:

Elisabeth Rodrigues

E-mail:

...

Mensagem:

E já que estamos em pleno carnaval, imaginemos que um grupo de SAMBISTAS e uma Escola de Samba do primeiro grupo do RJ ou SP fosse homenagear nossa querida Iperó. Que palavras, na sua opinião deveriam aparecer na letra do SAMBA ENREDO? Você arrisca um palpite? É só uma brincadeira...

 

Nome:

Hugo Augusto

E-mail:

...

Mensagem:

Aproveitando, gostaria de dizer que muitas pessoas com as quais nos encontramos durante nossa vida, acabam misturando os caminhos delas com os nossos. Elas nos ensinam e nós as ensinamos. Há uma sintonia que nos interliga através das nossas histórias, das lágrimas que surgiram por causa das emoções, dos risos, das gargalhadas, das despedidas não desejadas (creio que todas elas). Nossa vida é feita, constantemente, das experiências de encontrar e ser encontrado. O tempo todo. Vocês já perceberam isso? E tudo isso aliado a um conjunto de outras experiências tão maravilhosas quanto essas.
Escrevo isso para explicar que, graças ao site, tive a oportunidade de conhecer muita gente boa, pessoas que tem um grande amor pela nossa cidade. E é sempre uma alegria quando esses encontros acontecem.
No ano passado, por exemplo, tive a oportunidade de me encontrar com dona Ceinha, Chislaine, dona Eulina Bertolli, Joamar, Said, Tanaka, Marcos Cunha, Odacir Peixoto, Esther Salmasi, Sérgio Folim, a saudosa Erci Zovaro (esposa dele) e tantos outros, cujos nomes me fogem agora. No início deste ano, depois de tantos anos, conseguir ver novamente a dona Quita e a Cida (do Calil). Há cerca de quinze dias, para minha surpresa, a Eliana Gasparini foi me ver lá no banco. E hoje, 15 de fevereiro, tive a oportunidade de me encontrar com a Neli Politani, a Ana (filha) e o marido dela. E fiquei feliz "pra caramba", pois foi um encontro que há muito tempo estávamos esperando acontecer, combinando.
Essa alegria surge da mesma forma, com a mesma intensidade como aconteceu em cada encontro com as demais pessoas citadas. Com certeza, esses momentos são muito gratificantes dentro desse nosso trabalho de resgate histórico da cidade. As pessoas chegam até nós e é como se nos conhecêssemos há muito tempo, graças às histórias que acabam nos interligando de alguma forma.
Espero encontrar outros desses amigos que surjem de forma “virtual” e, aos poucos, vão conquistando espaço importante na nossa vida e nossa história. Da mesma forma como espero me encontrar muitas outras vezes com esse pessoal que tanto tem a contar sobre a nossa terra. São muitas lembranças. Muita história mesmo!!!
Dentre outros, falta encontrar ainda o Augusto Daniel, que tanto enriquece esse nosso espaço…
Grande abraço a todos,
Hugo.

 

Nome:

Lenice Farias

E-mail:

...

Mensagem:

Olá Hugo, minha história é dieferente de muitos que acessam o site, pois não sou de Iperó, mas por forças do destino fui levada até a cidade por curiosidade e indicação e me apaixonei, foi amor a primeira vista, nasci na capital de SP e tenho agora Iperó no coração. Comprei até um terreno no dia que visitei a cidade. Tenho interesse por história no geral, e por isso achei o site pesquisando um pouco mais sobre a cidade que adotei como minha. Adorei saber um pouco do início de Iperó, e espero logo, logo fazer parte dela. Um abraço e boa sorte com o site, está muito bem elaborado e sinto a emoção do Hugo ao descrever sobre a sua cidade. Parabéns a Iperó por ter filhos apaixonados por sua cidade como você!
Até mais!

 

Nome:

ANTONIO BODO FILHO

E-mail:

...

Mensagem:

É LAMENTAVEL A POSTURA DO GOVERNO EM RELAÇÃO A PRESERVAÇÃO DAS LINHAS FERREAS E DAS INSTALAÇÕES DAS ESTAÇÕES TÃO QUERIDAS EM NOSSA MEMÓRIA. PÁGINAS E PÁGINAS DE NOSSA HISTÓRIA SENDO TRATADAS COMO LIXO. DEIXO AQUI O MEU PROTESTO.

 

Nome:

Antonio

E-mail:

...

Mensagem:

Magnifico!

 

Nome:

Lenice Farias

E-mail:

...

Mensagem:

Agradeço as fotos, pois me emociono todas as vezes que me deparo com a história do nosso estado e nosso País, todas fotos ficaram lindas mas as preto/branco nos remete ao nosso passados e é maravilhososo saber o início de nossas vidas! Resgatar a nossa história é nosso dever como cidadãos.
Obrigada!

 

Nome:

Edson Costa

E-mail:

...

Mensagem:

Fico contente em saber que existem pessoas interessadas em preservar nossos patrimonios atraves de fotos.
Nasci na Fazenda Ipanema em 1951.

 

Nome:

Luiz Carlos da Silva Moura

E-mail:

...

Mensagem:

Gostei das fotos, pois lembrei da minha infância; já que morei 20 anos na fazenda ipanema; Hoje sou funcionário do Ministério da Agricultura; sou o Carlinhos filho do OLAIR (MINEIRO); funcionário do ministério da agricultura que se aposentou na Fazenda Ipanema. Até breve.

 

Nome:

Augusto Daniel

E-mail:

...

Mensagem:

Não adianda ficar chorando sobre o leite derramado. A minha idéia é simples; resgatar no papel, com nossas idéias, nossas recordações, nossas estórias, nos utilizando de narrativas, descrições, crônicas,resgatar dados para subsidiar no futuro a história informal de Iperó. Com isso ofereceríamos uma visão da dinâmica de vida da época. Só no papel. De resto nada volta, até porque as pessoas, que são muito mais importantes que tudo, não voltam. A Sorocabana,os ferroviários, os passageiros, tudo deve criar vida nas nossas narrativas, e só. Daqui prá frente é daqui prá frente como dizia o pensador Miroslau Baranski, que prá falar a verdade nem sei de onde tirei essa besteira... Vamos "SENVERGONHAMENTE"(neologismo)deixar correr nossas lembranças e passá-las no papel, sem lamentações porque não adianta. Cada lembrança gera uma história que puxará outra e mais outra e assim "vamozino" para atingir um objetivo. Descurpem-me, masa é o queu penso.
Leiam, que coisa mais linda:- " O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis" Isso é de Fernando Pessoa. Pareceu-me estar um pouco ligado, ou não?

 

Nome:

REGIMAR DAVID DE SOUSA HOLANDA

E-mail:

...

Mensagem:

O Governo não deveria deixar a Cultura do Povo acaba dessa forma. O Governo só investe no Capitalismo, onde está o seu patrimônio.

 

Nome:

Tanaca

E-mail:

...

Mensagem:

Poxa! que maravilhosa notícia de ano novo, acima relatada pelo Hugo. Que bom que o desejo que todos temos do resgate de uma das raízes mais importante para a formação da nossa cidade proletária, senão a mais importante, se realize.
Fico na maior expectativa da concretização que este sonho se consuma, se torne realidade, proximamente e/ou o mais rápido possível; não há mais tempo a perder , não é mesmo. Agora, até mesmo a ansiedade, confesso, toma conta de mim em ver tal realização.
Bem, e que este seja apenas o começo de outras medidas, de outras iniciativas, de suma importância para toda a população.
Penso que Iperó poderia até mesmo construir um monumento à classe dos trabalhadores, já que tanto fizeram para que ela se parecesse ao que é hoje.
Segundo o relato das primeiras pessoas que por aqui aportaram, praticamente nada aqui existia e, portanto, foram as primeiras pessoas trabalhadoras que impulsionaram a sua ocupação.
Primeiro era apenas uma pequena Vila, depois um Distrito e depois um Município e uma Cidade; isso prova o espírito de liberdade que norteou toda essa classe laboriosa.
Digo liberdade porque na emancipação municipal estavam eles presentes, tanto fazendo parte da Comissão Pró-Emancipação, quanto, o que é mais importante, depositando o seu voto pelo Sim; sem eles, conquanto, nada teria acontecido neste sentido. Mesmo quem era comerciante, quem era o sitiante, o agricultor que seja, notadamente o iperoense, tinha apenas a família trabalhando para o respectivo sustento na respectiva atividade, salvo raras excecões, o que prova ser um iqual ao outro.
Com efeito, os meus parabéns a todos que assim procedem.

 

Nome:

Elisabeth Rodrigues

E-mail:

...

Mensagem:

Gente! Começo de ano e um mundo de expectativas. Nos abraços e cumprimentos à meia noite nossos apelos para que o Ano Novo seja o melhor e com as bençãos de Deus que tenho certeza Lê nossos anseios ....E um anseio meu, particular ,era poder ver ainda nossa querida ESTAÇÂO restaurada e cheia de vida .Que ótima notícia para todos iperoenses que tem na estação pedaços de suas próprias Histórias.A Estação que guarda ainda nossos sonhos de adolescentes,o eco de nossos passos ,nossos anseios ,o suor dos antigos ferroviários na briga diária com os trilhos e vagões ,nossos risos ,correria com o horário,barulho de pratos no carro restaurante ,o cheiro do sanduiche de pão com mortadela ninguém esquece...Quanta coisa na memória que nunca vai se apagar Que tempo bom ...Agora sabendo dessa notícia peço a DEUS que direcione esse trabalho de restauro para que ele seja o mais fiel possível .Que nossa população valorize sua História ,preserve seus prédios como um bem de todos e que merecem respeito .
Sugestâo
E já que nossa Estação vai ser restaurada, vai ser uma grande alavanca para o resgate da memória ferroviária. Em sendo assim que tal quem no momento reside nas antigas casas da SOROCABANA e " estando para pintar sua residência" não pinta em suas cores originais ? Vamos pesquisar os tons? Pinta-se a residência na cor original e planta-se uma árvore RESEDÀ defronte vai ficar uma maravilha .Iperó merece !

 

Nome:

Augusto Daniel

E-mail:

...

Mensagem:

Meu querido amigo Hugo, a notícia a respeito da estação de Iperó consola, consola e apenas isso. Que consolo? O consolo de não vermos acontecer com ela o mesmo que aconteceu com a estaçao de Bacaetava. De resto, bem de resto, o real está na nossa memória ou melhor, nos nossos corações. São nossas lembranças, nossas saudades,nossa vida que se fez nesse local. Uma nova etapa começa, biblioteca, museu apresentações musicais, recitais, cursos. Muito bom. O mundo roda, o mundo e uma "roda viva" como nos mostra a música-poesia do velho Chico, aquele, o Buarque. Fico feliz. Fico e não fico, porque como já escrevi sou um tolo, um tolo saudosista e o doce encanto de uma estação, de um apito, de um ferroviário vestido decentemente de ferroviário, de uma passagem em uma mão, de um trem chegando, de um passageiro esperando com capa, guarda- chuvas, galochas em um dia de chuva, às 04;40h da madruga para ir estudar em Sorocaba, ou de um passageiro que embarcou no mesmo horário depois de uma noite de carnaval, ainda meio grogue para ir a Curitiba prestar um vestibular para medicina.Muito bonito, bonito mesmo a prefeitura assumir em manter o "Velho Predio" em pé. Mas em pé, altivo, orgulhoso, com seus velhos e amigos ferroviários, com seus magníficos trens e seus românticos apitos ela estará eternamente no coração de quem com ela esteve nesse momentos Fico feliz e ao mesmo tempo nostálgico pela "VELHA SENHORA"," La vechia signora" a nossa ESTAÇÃO. Falei!!!

 

Nome:

Hugo Augusto

E-mail:

...

Mensagem:

Notícia publicada hoje pelo site e pelo jornal da prefeitura: "Projeto restauro vai recuperar prédio da estação".
Motivo de grande alegria para todos nós que valorizamos tudo aquilo que é ligado à ferrovia.

 

Nome:

Vanderlei Antunes

E-mail:

...

Mensagem:

Parabéns Hugo pelo seu empenho e trabalho em resgatar a História da cidade de Iperó e com ela toda cultura local.Me identifiquei muito com o sua matéria pois sinto a mesma falta dessa busca pelo passado nostálgico cultural.Nós precisamos de pessoas como você, empenhado na busca da cidadania IPEROENSE. Sucesso e bom trabalho.

 

Nome:

Tanaka

E-mail:

...

Mensagem:

Que assim seja, Elizabeth. E a cidade é a mesma mas também não deixa de ser a continuidade de outrora, ou dos outros rostos, ou de outras pessoas.
Que 2010 seja de paz, de justiça, de oportunidade para todos, como bem dissestes, mas que também haja o rompimento de toda essa amarra de dominação de uns poucos sobre todos os demais e, aí nos incluímos, pois se assim não for continuaremos como sempre somos desde praticamente o início dos tempos,(a não ser em um raro período em que vivíamos em comunidade e onde tudo era repartido) ou seja, essa massa de manobra subjugada por uma classe dominante (Estado, Nobreza, Igreja, Burguesia, enfim a elite dominante) que tudo desfruta e nada reparte, mas apenas distribui migalhas, desde que o mundo é mundo, como acima assinalei, já que nada parece tocar o ser humano no seu cego egocentrismo.

 

Nome:

Elisabeth Rodrigues

E-mail:

...

Mensagem:

É Hugo ... Até parece uma viagem pelo túnel do tempo .Estamos nos deparando com depoimentos ricos em detalhes e surpreendentes .É nossa terra com movimento de pessoas .É História viva narrada por quem a vivenciou .Esses depoimentos contribuem para que a História da cidade seja mais rica de dados ,outros nomes ,outras datas ,outros pontos ,outras trilhas .Acho que os Historiadores tem muito trabalho pela frente .É coletar dados e aprofundar a pesquisa .Eu sabia de tropeiros por aqui e seria interessante até incrementar a rota tropeira para fim turístico partindo de Iperó até a Fazenda Ipanema ,conhecendo também o Museu da pinga em Bacaetava ,que já faz parte do Turismo rural .Votorantim já possui um roteiro . O pessoal caminha 22 km partindo da igreja Matriz com benção aos CORAJOSOS .A caminhada começa meia noite e dura até de manhã onde se celebra uma missa campal na BELÍSSIMA capela da Penha de mil setecentos e pouco .Temos História ,a rota dos Tropeiros e local para missa deve ter .Como a História de Ipanema é ligada ao protestantismo não sei se lá há capela .Infelizmente o tempo é escasso e ele não espera .A meu ver todos deveríamos correr atrás da própria história .Pessoas que tem informações a passar são preciosas .Seus relatos e se possível cópias de documentos para coleta de dados são de suma importãncia para fortalecimento e esclarecimento da HISTÒRIA local .
E na pequena cidade morava um povo feliz .E a cidade é a mesma ,outros rostos ,outras pessoas ,mas com certeza tantos sonhos no coração.E é preciso a caminhada ,ora pedras no caminho ,ou flores de vez em quando . Que DEUS nos proteja nos caminhos ,nos dê força para a luta ,nos faça mais irmãos onde quer que estejamos .Que cada pessoa que eu encontre perceba que é um ser humano como eu e merece todo o meu respeito .Que 2010 seja de paz ,de justiça ,de oportunidades para todos ,com todas as bençãos de DEUS.

 

Nome:

Débora Carolina Pinto

E-mail:

...

Mensagem:

É muito bom saber que anda existem pessoas como você, que antes de querer melhorar o muno, quer resgatar a dignidade do lugar onde vive e das pessoas que te cercam, que com certeza são iluminadas pela sua presença! Parabéns por ser quem vc é!

 

Nome:

Gilmar Aparecido Bazzo

E-mail:

...

Mensagem:

Sou de Boituva, mas me indentifico muito com a historia de Iperó, tenho parentes e amigos que residem nesta cidade, onde passei muito da minha infância. Conheci e conheço pessoas que estão no livro, saudoso Dimas de Campos, Rubens Barba e alguns com ligação com os meus atuais amigos. Parabéns e continuem em frente, pois se não tivermos memória não terá valor nossas vidas.

 

Nome:

JR. Moraga

E-mail:

...

Mensagem:

Amanhã é o grande dia ! Esta noite dormiremos mais cedo, para acordamos cedo e ver se o Papai Noel nos trouxe a bola de capotão numero 5 da Drible, ou a bicicleta Patavium (igual a do João Mena )ou a Monark aro 28 ( igual a do Airton e do Jaime Kaum )ou mesmo a Gorike que o João Marques vende.
Tenho a certeza apesar de pedir tudo isso, o Papai Noel vai trazer um revolver mixuruca feito em aluminio. Sem crise, mesmo que não venha nenhum presente, tenho o tanque da Clara, o córrego da Vila Deposito,o porto de areia do Joãozinho, a prainha, enfim, tenho um mundo a minha disposição e imaginação, mesmo com o calção feito de saco de farinha e tingido e o nariz escorrendo.
Bom Natal a todos, e acrescento o que falou o Odacir: aos presentes,aos ausentes e aos que virão.
Um fraternal abraço.

 

Nome:

Augusto Daniel

E-mail:

...

Mensagem:

EU TAMBÉM QUERO UM NATAL DE PAZ, SE POSSÍVEL ACEITANDO EM NOSSAS COMEMORAÇÕES O ANIVERSARIANTE, EU TAMBÉM QUERO QUE TRABALHEMOS PARA, NO PRÓXIMO ANO, MELHORARMOS A NOS MESMOS E, COMO CONSEQUENCIA IRMOS CONTAGIANDO AO PRÓXIMO COM TOLERÂNCIA, ESPERANÇA, ALEGRIA. É FÁCIL NÃO!!!!!, MAS PODEREMOS COMEÇAR ESCREVENDO MAIS NESSE SITE E, QUEM SABE, COMO PENSOU A SUELY, PROGRAMARMOS UM ENCONTRO ANO PRÓXIMO. QUE DEUS ESTEJA CONOSCO!!!

 

Nome:

Hugo Augusto

E-mail:

...

Mensagem:

Meus AMIGOS!!!
Por muito pouco, não daria tempo de me sentar um pouquinho e lhes escrever essas linhas. Novamente se aproxima o Natal, época em que a esperança se renova no coração de todos aqueles que ainda acreditam na existência um mundo melhor. E é justamente o espírito do Natal que nos incentiva a lutar para que pequenos sonhos se transformem em grandes realidades. Por tudo isso, é sempre uma alegria poder estar aqui escrevendo para vocês.
Como sempre, nossa vida continua bastante corrida, dificilmente nos falamos, mas continuamos juntos, diariamente, através dos nossos corações. Não dava para “passar em branco”, pois Natal é tempo de alegria, de festas, de relembrarmos e celebrarmos o nascimento de Jesus. É tempo de compartilharmos bons sentimentos.
O melhor presente de Natal, inclusive, o dinheiro nem pode comprar: é a possibilidade de estar aqui, oferecendo sinceros votos para uma vida feliz e cheia de paz para o novo ano que se aproxima, a todas as pessoas pelas quais cultivo enorme carinho. O melhor presente é também ter a família presente. É acordar e saber que as pessoas que amamos estão vivas e alegres. É saber que todos os novos dias são infinitamente mais importantes que o “Papai Noel”. Então, que o verdadeiro Natal esteja vivo em cada dia do ano novo que também se aproxima, para que as luzes e cores da vida estejam presentes em nós e concretizem, com a ajuda de Deus, todos os nossos desejos.
E, sendo assim, diria que esta é a época do ano em que peço ainda mais pelo bem de todos vocês e bate uma saudade grande. Ah, saudade, que nasce quando um determinando momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo, mas não consegue. Que esta mensagem chegue com bastante carinho para todos vocês, meus amigos. Os de longe e os de perto. Os antigos e os mais recentes. Os que vejo a cada dia e os que raramente encontro. Os sempre lembrados e os que às vezes ficam esquecidos. Os das horas difíceis e os das horas alegres. Os que sem querer magoei ou sem querer me magoaram. Aqueles aos quais conheço profundamente e aqueles que me são conhecidos apenas pelas aparências. Os que pouco me devem e aqueles aos quais devo muito. Meus amigos humildes e meus amigos importantes. Não existe alegria maior do que reencontrar velhos amigos, ainda que virtualmente apenas.
O ano passou tão rápido. Havia ainda tanta coisa a ser feita. A gente faz tantos projetos, o tempo passa e, quando a gente percebe, o ano chega ao fim e não foi possível realizar tudo. Nós, adultos, somos complicados. Acabamos sendo "sugados" por tantas coisas secundárias e não nos damos conta de que, talvez, estejamos errando ao não valorizarmos, de fato, as coisas que são realmente importantes: os amigos, a família, nossa fé...
Era isso. É bom a gente refletir sobre as “pequenas coisas”. São as mais importantes…
Obrigado por tudo!!! Obrigado pela nossa amizade e por todos os momentos em que vocês estiveram comigo!!!
Feliz Natal e um grande 2010, sem dúvidas!!!! Que Deus nos abençoe e nos ilumine sempre!!!
Um grande beijo (para quem é de beijo) e um abraço apertado (para quem é de abraço)!!!
Do amigo,
Hugo Augusto Rodrigues.

OBRIGADO A TODOS QUE AJUDARAM, DURANTE TODO 2009, A ENRIQUECER ESSE ESPAÇO, SEJA CONTANDO SUAS HISTÓRIAS, SEJA DISPONIBILIZANDO ARQUIVO FOTOGRÁFICO PARA DIGITALIZAÇÃO. FORAM MOMENTOS DE GRANDE ALEGRIA, QUE COM CERTEZA GANHARÃO AINDA MAIS FORÇA NO PRÓXIMO ANO.
GRANDE ABRAÇO!!!

 

Nome:

Odacir Peixoto

E-mail:

...

Mensagem:

Prezados amigos iperoenses presentes e ausentes:
quero aqui deixar gravada a seguinte mensagem:
"A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanharam em nossas caminhadas pela vida toda"
Acrescento, todavia, a minha e a sua caminhada que outrora percorremos em nossa querida e inesquecível Iperó!
Saudo-os com a Santa Paz de Deus!

 

Nome:

Odemilson Paiffer

E-mail:

...

Mensagem:

Beleza de matéria!!!! Adorei. Ipanema faz parte da minha história, meus antepassados vieram da Alemanha para trabalhar lá. Os Pfeiffer. Meu triavô paterno Daniel Pfeiffer, era filho de Johanes Pfeiffer.

Poxa! agora que li os comentários fiquei ainda mais admirado com muitas histórias, isso me leva a vontade de participar também, colaborando de alguma forma...fui aluno de D. Laura, professora de português, se não me engano nascida em Iperó...meu avô Júlio Paiffer tinha um sitio nas proximidades de Iperó, local onde passava minhas férias escolares,do antigo primário...tenho parentes em Iperó e em Ipanema, no meu orkut (que é o endereço do email), tenho fotos de Ipanema inclusive da gruta do monge de Ipanema, e alguns comentários interessantes, convido a quem quiser acessar...em outra ocasião escreverei mais. Grande abraço a todos.

 

Nome:

Well

E-mail:

...

Mensagem:

Parabens pela iniciativa de criar o site, assim conhecemos um pouco mais sobre a historia da nossa cidade.
Abraços

 

Nome:

Hugo Augusto

E-mail:

...

Mensagem:

Sim, o "Gusto" é o cara!!!
Também escrevi sobre isso um pouco acima, Tanaka.
Ele tem uma sensibilidade e umas sacadas para escrever, que são formidáveis...
Grande abraço,
Hugo.

 

Nome:

Tanaca

E-mail:

...

Mensagem:

Especialmente para o Augusto Daniel, que na época nós chamávamos de Gusto, tratamento bem característico de nossos costumes (ou era apelido ou a redução do nome próprio).
O Gusto é sensacional nas suas lembranças, no entanto é necessário retificar uma coisa que ele disse a meu respeito; não própriamento do fato em si, mas do ano em que isso se passou.
Cara, isso que você contou, ou seja, que eu apanhei pra cacete pra ir pra escola, foi quando os meus pais quiseram me colocar no primário quando ainda era no pernoite; nesse ano eu estava com 6 anos e faria 7 apenas no fim do ano; claro, eu poderia ter entrado mais cedo na escola, mas no entanto não foi o que acabou acontecendo.
Nesse ano eu chorava tanto de medo de ir pra escola que eles acabaram desistindo de colocar-me lá; lembro-me que num dos dias de ir para a escola eu me enfiei debaixo e não houve "Christo" que me tirasse dali. O "trauma" foi tanto que eles acabaram desistindo da empreitada.
Agora, de fato o Gusto tem toda a razão no que diz respeito ao "escândalo" que eu fazia por não querer frequentar a escola; apenas, como já assinalei, nesse ano eu acabei não a frequentando.
Quanto ao mais, cara, tô rindo à toa com tudo que você descreveu.

 

Páginas do Livro
 1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22