• bootstrap carousel
1 2

 

- HOME -COLABORADORESHISTÓRIA DE IPERÓPERFIL DA CIDADEADMINISTRAÇÕESSÍMBOLOS MUNICIPAISASPECTO URBANOFAMÍLIAS IPEROENSES

BANDA SANTA CECÍLIAO JORNAL DE IPERÓEDUCAÇÃO EM IPERÓFUTEBOL EM IPERÓTEMPLOS RELIGIOSOSSANTO ANTONIOPADRE CALIXTOPERSONAGENS DE IPERÓFRAGMENTOSESTAÇÃO FERROVIÁRIAESTAÇÃO EM 1938ESTAÇÃO SAUDADEESTAÇÕES EM IPERÓRETIRADA DOS VAGÕESDEPÓSITO - OFICINARECUPERAÇÃO - DEPÓSITOO MORRO E A REGIÃOFLONA DE IPANEMAEXPEDIÇÕESBLOG - IPANEMAIPERÓ É O TEMARECUPERAÇÕESASSINE O LIVROLEIA O LIVRO

 

Funcionários da estação - fim de 1938

(Revista Nossa Estrada - Arquivo Thomas Corrêa)

 

“A estação de Santo Antonio de hoje”

Revista Nossa Estrada - 1939 / Arquivo Thomas Corrêa

 

Em nosso último número, comentando a vista geral da nova estação de SANTO ANTONIO publicada na capa, dissemos: “São de ontem os fundamentos da nova povoação e, entretanto, já ali se esboça a formação de uma nova cidade.” Na verdade, são de ontem. Pois a linha dupla, de São Paulo, ali abicou em meados de 1928, quando Santo Antonio era simples Posto Telegráfico. A estação propriamente dita, foi inaugurada em 5/12/1928, sendo seu primeiro chefe o sr. Laudo Moraes Lobo (hoje falecido).

 

A construção da sede da estação nova foi em 1937 e 1938, em estilo moderno, obedecendo à seguinte divisão interna: a) composição geral, telégrafo, bagagem, bilheteria, agência, sala de espera para senhoras, repartições essas constantes do pavilhão central; b) arquivo geral, repartição de materiais, instalações sanitárias, estas no 1º pavilhão e no 3º; amplo restaurante, muito bem montado e confortavelmente instalado, sendo seu concessionário o sr. Gumercindo de Campos, que tem diversos auxiliares; aos fundos novas instalações sanitárias. A extensão total da plataforma é de 185 metros, com 120 metros de cobertura, oferecendo boa acomodação aos senhores passageiros e ao público em geral.

 

Depois temos as dependências do movimento do pessoal: agência, em que trabalha o chefe e 3 ajudantes; a composição, com 6 conferentes e outros tantos auxiliares; a bagagem, com 1 conferente, 1 praticante e 3 trabalhadores; o telégrafo, com 3 telegrafistas e 2 praticantes. Os pátios de manobras contam com 7 manobradores e outros tantos auxiliares e mais 6 guarda-chaves. O armazém onde se concentram as mercadorias destinadas ao Ramal de Itararé, Mairinque-Santos e Ramal da Ituana, tem 1 conferente, 1 auxiliar, 1 praticante e 8 trabalhadores.

 

A Estação de SANTO ANTONIO possui 3 pátios de manobras para recebimentos e saídas de trens, independentes das linhas 1 e 2 para recebimentos dos trens de passageiros. Cada pátio tem as seguintes características: pátio “AB”, 15 linhas comportando um total de 110 veículos; pátio “DE”, com 10 linhas comportando 390 veículos e pátio “C”, com 5 linhas comportando 50 veículos, sendo todos esses pátios manejados nas entradas pela cabina de sinalização Nº 1.

 

Entre os melhoramentos introduzidos pela administração da Estrada, pode-se assinalar: os prédios próprios para residência do pessoal, num total de 114; 1 prédio para pernoite do pessoal de trem e outro para pessoal da tração, com 36 camas cada um, possuindo amplas salas com boa ventilação, chuveiros, instalações sanitárias, etc; 1 prédio para o serviço sanitário contra a Malária, prédio esse com todas as instalações e utensílios necessários; ao lado do Depósito local existem 2 poços artesianos com boa fonte de água, que é distribuída às casas dos funcionários da Estrada. O Depósito local para locomotivas possui 1 chefe, 2 ajudantes e 210 empregados, inclusive maquinistas, foguistas, graxeiros, limpadores, lenheiros e pessoal mecânico, além do pessoal do posto de truqueiros.

 

Como se vê, SANTO ANTONIO é importante setor de trabalho. As instalações da Estrada foram feitas atendendo ao enorme movimento da estação, que serve, como se sabe, de distribuidora, em larga escala, tanto de mercadorias quanto de passageiros. Pode-se afirmar que, atualmente, SANTO ANTONIO é uma das dinâmicas estações da Sorocabana. A população geral de SANTO ANTONIO soma aproximadamente 3.500 habitantes e a localidade possui quatro empórios, uma farmácia, três confeitarias, um bar-confeitaria, uma padaria e, em construção, uma boa estrada de rodagem que irá ligar Santo Antonio Velho a Boituva, serviço esse a cargo da municipalidade de Campo Largo, à qual está subordinado SANTO ANTONIO.

 

É chefe daquela estação, presentemente, o sr. Antonio Victorino Cruz, veterano funcionário, e que se vem conduzindo à altura da importância daquela estação, demonstrando sempre muito zelo, muita ordem e disciplina, fator, sem dúvida, primacial no resultado geral da atividade ferroviária. Nossa Estrada deseja não só registrar um notável setor de progresso da Sorocabana, como ao mesmo tempo prestar uma homenagem a esses nossos companheiros de trabalho, que ali dedicam o seu esforço útil e sadio, demonstrando, à evidência dos fatos, que sabem corresponder à confiança da administração da Estrada, dando ao desempenho dos seus cargos a melhor eficiência possível.

 

Trem parado em "Coronel Mursa" - traçado antigo da Sorocabana - 1922

(Arquivo Museu Histórico Sorocabano)

 

Estação de Iperó antes da ampliação e construção da cobertura metálica da plataforma - início da década de 1930

 

Estação - fim de 1938

(Revista Nossa Estrada - Arquivo Thomas Corrêa)

 

Estação e pátio - fim de 1938

(Arquivo Tony Belviso)

 

 

Os dados disponíveis no site podem ser utilizados, desde que não sejam omitidos os créditos das imagens e dos textos.

- DESENVOLVIDO POR HUGO AUGUSTO RODRIGUES -

 

FALE CONOSCO